DIA INTERNACIONAL DA MULHER: LUTA CONTRA A VIOLÊNCIA DOMÉSTICA

526097_315819145154482_1313145550_n quebre o silêncio

Ministério Público e Governo Federal lançam campanha contra violência doméstica

Ao longo das décadas, as mulheres tem conquistado muitos espaços na sociedade mundial e brasileira, se isto por um lado é motivo de comemorar, por outro, os índices de violência doméstica contra a mulher são assustadores.

Estatisticas

De acordo com as estatísticas a cada 15 segundos, no Brasil, uma mulher é vítima de algum tipo de violência: moral, física ou assassinato. Uma de cada três mulheres sofre agressões e esta violência não está restrita a um certo meio, não escolhendo raça, idade ou condição social.Praticada por pessoas próximas, na maioria homens, que no ato de descontrole tentam resolver alguma situação, da qual acha que a mulher tem culpa, por meio de algum tipo de violência, porque a mulher sempre foi intitulada como “sexo frágil” e que deve ser submissa ao homem, é o que se viu e se ver ainda em algumas culturas As duas formas mais freqüentes de agressão sofrida pela mulher é a física e a sexual que acabam afetando seu psicológico, caracterizando assim um dueto, pois ao sofrer qualquer tipo de violência ela passa por um processo de inferioridade e de impotência pois não pode ter autonomia para poder ter suas vontades e desejos respeitados.A fim de tentar prevenir, punir e apoiar a mulher contra violência, várias políticas estão sendo empregada, a mais conhecida delas a “Lei Maria da Penha” está mudando as formas de punição ao agressor dando maior confiança as mulheres, levando-as a denunciar, ressaltando que esta lei foi uma conquista de uma das vitimas, que assim como muitas, sofreu agressões do marido. Ao realizar uma pesquisa na internet pode-se constatar um vasto número de notícias associadas à violência contra as mulheres de várias formas e, na maioria das vezes, são casos bárbaros.Aluna: Jucicleia Santos

 

O lançamento da campanha européia no Brasil é extremamente relevante porque apresenta à sociedade e aos órgãos públicos o fato de que a violência doméstica e familiar é temática universalizada e acontece independe de etnia, de classe social ou cultural, em razão da ainda presente desigualdade nas relações sociais de gênero. Uma campanha internacional nos informa também da preocupação mundial com a proteção dos direitos humanos das mulheres

Anúncios

Um pensamento sobre “DIA INTERNACIONAL DA MULHER: LUTA CONTRA A VIOLÊNCIA DOMÉSTICA

  1. Existem mulheres muito violentas também,não são só os homens,acho que isto deveria ser considerado .

    Oi, Roseane!

    Concordo contigo, mas, em dias especiais apelos especiais . Tem até homens que gostam de apanhar.

    Nova turma de logoterapia começa na sexta as 18:00hs.
    Entra no site, vai mudar a tua vida.

    http://Www.logoterapiaonline.com.br

    Abraço

    Guilherme

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s