A PERDA DA MORTE DE UM FILHO – COMO SUPERAR? ENTREVISTA….

Guilherme Falcão e outros psicólogos! Leia na Gazeta do Povo no Link abaixo:

COMO SUPERAR A PERDA DE UM ENTE QUERIDO – A PERDA DE UM FILHO www.notube.com.br

O senso comum avisa, e não há quem não concorde: a dor de perder um filho é a pior que existe. O que pouco se fala, no entanto, são os males e…

Anúncios

3 pensamentos sobre “A PERDA DA MORTE DE UM FILHO – COMO SUPERAR? ENTREVISTA….

  1. Alguns que já viveram a experiencia de morte de um filho, afirmam que não existe superar, existe alteração contínua de sentimentos, um período é dor, noutro, raiva, autocomiseração, fracasso, derrota, menos valia, impotência, mágoa, angustia,tristeza, depressão, e mais uma infindável lista de doença da alma. E ainda permeado de saudade, saudade, esperança em Cristo, esperança em reencarnação, esperança em compensações, e assim a lista de superação cresce. Mas, o que é SUPERAÇÃO??????
    Será que significa aprender a viver sem a presença física do filho, acrescentado da certeza de não encontrá-lo nunca mais?
    Estive pensando sobre a morte, mas descobri que na verdade, não entendemos é a vida.
    Eu te digo que posso filosofar sobre esse tema páginas e páginas, mas lá no cemitério, na hora do enterro, quando a urna é aberta pela ultima vez,,Eu não tenho nenhuma palavra filosófica. É um intenso frio no estomago, uma paralisia de sentimentos, Respira-se profundamente e sai.

  2. Penso que a dor é algo da qual não podemos fugir. Vivemos perdas diárias e dolorosas , mas perder alguém “pra sempre” é sempre maior do que podemos suportar. Então, na verdade, vamos nos adaptando, contornando, descobrindo modos de amenizar essa dor, alternando momentos de saudade nostálgica, dor absoluta, desespero total, autocontrole, revolta, conformação, busca espiritual, enfim, a sobrevivência acaba nos empurrando pra uma fase de menor intensidade dolorosa, mas a dor da perda, acredito, nunca passa. O importante é buscar ajuda, buscar Deus, amigos, sair, tomar sol, se cuidar, não ficar parado nem isolado.
    Abraço.

  3. Perder um filho é sem dúvida a maior das dores………..é como a sua vida ficar sem cor .
    Você nunca mais volta a ser aquela pessoa que era .Quando perdemos nossa filha num tragico acidente de um motorista bêbado, ficamos sem vida, ficamos sem esperança para continuar vivendo. Más precisávamos continuar a vida, afinal temos mais um filho.
    Por tudo que passamos e vivenciamos, hoje sou coordenadora de uma ONG chamada Instituto Família do Brasil, onde trabalhamos com grupos de apoio à Perdas e Luto…………..foi assim que retomei a viver.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s