É POSSÍVEL TRANSFORMAR SOFRIMENTO EM REALIZAÇÃO?

 

 As APAES do Brasil são exemplo disto, bem como muitas OGNS sérias!
Para viver intensamente o presente, se faz necessário curar feridas e trabalhar pendências relacionais e situacionais do passado, para ter condições de sonhar e construir o futuro.

Viver a vida é: viver o presente, sonhando com o futuro,com a base do passado.

VOCÊ LUTA POR SEUS DIREITOS OU TANTO FAZ…?

“Só engrandecemos o nosso direito à vida cumprindo o nosso dever de cidadãos do mundo.”Autor – Gandhi

“Praticar o direito é alegria para o justo; mas é espanto para os malfeitores.”Fonte – Provérbios 21,15

“Toda uma biblioteca de Direito apenas para melhorar quase nada os dez mandamentos.”Autor – Fernandes , Millôr

Você tem procurado os orgãos públicos como Procon, Delegacia da Mulher, Tribunal de Pequenas Causas, e outros, quando lesado, explorado? Se não, resgate sua cidadania! Guilherme Falcão

VOCÊ É SÁBIO? QUEM É? VISITE MEU BLOG…TÁ DE CARA NOVA!

Sábio é o ser humano que tem coragem de se conhecer mais, para reconhecer os seus erros e fracassos e, utilizá-los para plantar as mais belas sementes no terreno de seu jardim e ter paciência e perseverança de presenciar a beleza do florescer.

Ser sábio é saber ouvir e tentar compreender o outro, mesmo se o que diz é diferente do que acredita ser a sua verdade. É aceitar que existem diferenças de visão de mundo. É não julgar seu amigo, mas tentar perceber suas limitações. Tentar ajudá-lo se ele pediu e lhe deu permissão para fazer parte de sua vida.

Sábio, para Agostinho, é aquele que a razão domina. Insensatos são homens que possuem razão, mas não vivem submissos a ela. Insensatez é o fato de deixar a razão ser dominada pela paixão.

LIBERDADE SEM RESPONSABILIDADE: TRAGÉDIA?

Viktor E. Frankl, criador da Logoterapia (psicoterapia do sentido da vida). Disse em uma de suas palestras nos USA:  ” Ao lado da estátua da liberdade (USA) deveriam colocar a estátua da responsabilidade.”

Algumas pessoas gostam de terceirizar as suas decisões! Elas querem a liberdade de fazer o que quiserem, mas, não querem a responsabilidade de assumirem as consequências!

Quando usamos a liberdade com responsabilidade ou seja: tomamos decisões, assumimos as consequências nas nossas vidas e na amplitude de pessoas próximas, a vida se torna menos complexas e esta responsabilidade nos faz agirmos com prudência.

Quando isto não ocorre, percebemos no dia a dia, pelos meios de comunição, as tragédias, os acidentes e quantos sofrem por mortes, perdas e outras questões importantes na vida.

Desafio: Usarmos a nossa liberdade com responsabilidade para a cada dia sermos mais livres de verdade!

“Tudo quanto aumenta a liberdade, aumenta a responsabilidade.”

Victor Hugo

SEXO E SEXUALIDADE EM LOGOTERAPIA

Sexo e Sexualidade em Logoterapia. Sexo: é o atender a necessidade básica do ser humano no sentido mais biológico do termo.
Sexualidade humana: é o atender as necessidades de: amor, afeto, carinho, compreensão e aceitação, incluindo uma mútua satisfação orgástica.
Ela é a dimensão existencial do ser da pessoa e se desumaniza quando só é utilizada, para provocar prazer.Potência: capacidade de haver sexo satisfatório utilizando as genitálias e uma condição de realizar o ato sem dificuldades fisiológicas
.Orgasmo: condição plena de se chegar ao ápice da descarga orgástica, satisfazendo as necessidades do organismo.A relação sexual tende a ser sinônimo de sexualidade e o prazer do corpo tende a ficar no campo biológico.Nossa descendência animal nos obriga a ter um conceito animal de nossa sexualidade.
O esforço das correntes existencialista em enfatizar o espiritual e transcendente do homem não alcançou o suficiente para desbloquear o critério biopsicológico em que foi aprisionado.Considerar a nossa sexualidade igual a do animal irracional é um ponto de partida equivocado que conduz a sérios equívocos.A sexualidade animal é específica, inata, não sujeita ao aprendizado.
Há uma finalidade específica de procriar. Segundo Fabre: “ O instinto sabe, todo o caminho imutável, com o qual nasceu, e, ignora qualquer outro caminho. Ele segue o cio”.Para Nicolai Hartmann há no ser humano a pessoa estratificada em o tripé mundo, isto foi enriquecido por Flavio Núñez, comparando o mundo humano com o animal.
Mundo das coisas Transcendente Mundo do outrosNaturezaCulturas Espiritual SociedadePsicológicoBiológicoMundo de si mesmoCom isto que dizer que o ser humano tem capacidade de reflexão sobre si mesmo e isto lhe permite considerar sua sexualidade, meditar e decidir sobre ela.A sexualidade, como uma vivência humana, está ligada a uma escala de valores que foi estruturada na história biográfica de cada um
.A área da transcendência, que em termos gerais significa enriquecer e dar sentido a uma existência, nela a sexualidade humana tem a oportunidade de incrementar o elemento existencial e de enriquecer as suas vivências e expressões de condutas além das suas simples origens.Ser sexólogo é ser especialista em sexualidade humana. E aprofundar-se em três elementos: amor, ato sexual e procriação. O ato sexual e a reprodução definem a sexualidade animal, o que distingue, nós seres humanos é o amor. Isto por possuirmos uma escala de valores.
O LEGADO DE FREUD  – Ao estudar a sexualidade, Freud trabalhou preferencialmente o Inconsciente. Além disto, estudou os desajustes sexuais, que se manifestam por meio das condutas patológicas. De alguns comportamentos reprimidos passamos a perceber o sexo e a sexualidade como algo não saudável.Ao estudar a sexualidade infantil, Freud quebra paradigmas e leva a humanidade a pensar nela, como base da nossa sexualidade adulta.Outra vertente importante na teoria de Freud é como ele vê o instinto. Quase que isenta o ser humano de responsabilidade sobre a sua sexualidade, atribuindo ao instinto sexual, atos insensatos nesta área.Há, porém um elemento importante, mas, que não chama a atenção de Freud, é o amor. O amor não foi objeto de sua investigação, mas sim na de Viktor E. Frankl.

PÁSCOA = RESSURREIÇÃO: A MELHOR NOTÍCIA PARA A HUMANIDADE!

Imagem

PÁSCOA = RESSURREIÇÃO – VIDA ABUNDANTE!

A páscoa judaica (em hebraico פסח, ou seja, passagem) é o nome do sacrifício executado em 14 de Nissan segundo o calendário judaico e que precede a Festa dos Pães Ázimos (Chag haMatzot). Geralmente o nome Pessach é associado a esta festa também, que celebra e recorda a libertação do povo de Israel do Egito, conforme narrado no livro de Êxodo.

A festa cristã da Páscoa tem origem na festa judaica, mas tem um significado diferente. Enquanto para o mundo Judaíco, Pessach representa a libertação do povo de Israel no Egito, na Cristandade a Páscoa representa a morte e ressurreição de Jesus  e de que a Páscoa Judaica é considerada prefiguração, pois em ambos os casos se celebra uma “libertação do povo de Deus”, a sua passagem da escravidão (do Egito/do pecado) para a liberdade.

A Páscoa cristã, que tem as sua imagem na dos judeus, é a celebração da Ressurreição de Cristo, a vitória da Vida sobre a morte, o triunfo da graça sobre o pecado, da luz sobre as trevas. Cristo desceu à mansão da morte para destruir a morte. “Com a sua morte destruiu a morte e com sua Ressurreição deu-nos a vida

Meu blog mudou! Tá de cara nova…e junto a isso trago uma reflexão sobre mudança.! COMPARTILHE!

Quando dizemos coisas como “as pessoas não mudam”, deixamos os cientistas transtornados.
Porque a mudança é literalmente a única constante da ciência.
Energia… Matéria… Estão sempre mudando. Transformando-se… Fundindo-se… Crescendo… Morrendo.

As pessoas fazem tudo para não mudar e, isto não é natural. Ora ficamos saudosistas com lembranças do passado e deixamos o presente escorrer em nossas vidas.

Para que se ater a velhas memórias se é mais desafiante criarmos novas?

A mudança é uma constante!Tudo está mudando em nossa volta! E quantas vezes nem refletimos o quanto mudamos. Parecemos algumas vezes os mesmo de anos atrás.
Como experimentamos a mudança, depende de nós. Pode parecer o fim de algo ou uma segunda chance.

 A cada dia percebo-me diferente em algo no meu viver! Mas em outros pareço um museu. Mas, insisto em mudar para melhor com fé, esperança e amor!

COMO EXPLICAR TANTO AMOR? PÁSCOA!

Em um mundo consumista nesta época de Páscoa, com ovos de chocolate, coelhos, etc, NÃO PODEMOS ESQUECER O REAL SENTIDO DE UMA VIDA QUE SE DEU POR AMOR: JESUS!

Algumas coisas são explicadas pela ciência, outras pela fé. A Páscoa ou Pessach é mais do que uma data, é mais do que ciência, é mais que fé, Páscoa é AMOR.

(Albert Einstein

PÁSCOA = RESSURREIÇÃO: A MELHOR NOTÍCIA PARA A HUMANIDADE!

Imagem

PÁSCOA = RESSURREIÇÃO – VIDA ABUNDANTE!

A páscoa judaica (em hebraico פסח, ou seja, passagem) é o nome do sacrifício executado em 14 de Nissan segundo o calendário judaico e que precede a Festa dos Pães Ázimos (Chag haMatzot). Geralmente o nome Pessach é associado a esta festa também, que celebra e recorda a libertação do povo de Israel do Egito, conforme narrado no livro de Êxodo.

A festa cristã da Páscoa tem origem na festa judaica, mas tem um significado diferente. Enquanto para o mundo Judaíco, Pessach representa a libertação do povo de Israel no Egito, na Cristandade a Páscoa representa a morte e ressurreição de Jesus  e de que a Páscoa Judaica é considerada prefiguração, pois em ambos os casos se celebra uma “libertação do povo de Deus”, a sua passagem da escravidão (do Egito/do pecado) para a liberdade.

A Páscoa cristã, que tem as sua imagem na dos judeus, é a celebração da Ressurreição de Cristo, a vitória da Vida sobre a morte, o triunfo da graça sobre o pecado, da luz sobre as trevas. Cristo desceu à mansão da morte para destruir a morte. “Com a sua morte destruiu a morte e com sua Ressurreição deu-nos a vida